Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Ana Branco

A vida é para nós o que concebemos nela

Ana Branco

A vida é para nós o que concebemos nela

Os políticos são o reflexo da sociedade e nós somos o reflexo das políticas que temos

Imagem

print screen daqui

 

De alguma forma, a política sempre se fundamentou em questões económicas, ignorando, na maioria das vezes, os valores humanos, levando, por isso, uma boa parte dos adultos, por um lado, e a grande maioria dos jovens, por outro, a desinteressar-se e a descredibilizar os políticos.

 

As lutas políticas do mundo contemporâneo mudaram de foco. A esquerda tem-se focado menos em igualdade económica e mais em promover os interesses de grupos percebidos como marginalizados (negros, imigrantes, mulheres, a comunidade LGBT, refugiados etc.). A direita está a redefinir-se como um conjunto de patriotas que buscam proteger a identidade nacional tradicional, ligada a ‘raça’, etnia ou religião.

 

Ao descurar leis e educação que se fundamentem no respeito pela diversidade e pelos valores humanos, é a própria Sociedade/Estado que promove e normaliza o extremismo.

 

P.S.

Agradeço ao João Ferreira Dias pelo comentário e referência à publicação.